terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Mais do mesmo...3

Olá... bom primeiramente gostaria de pedir perdão pela falta de postagens nos últimos tempos, estive em uma fase "conturbada", mas aqui estou novamente.
Bem... a família que entrou em contato não deu certo, ela disse que me ligaria no dia seguinte e acabou não ligando, depois disso mandei um e-mail pra ela dizendo que também tinha mais umas perguntas para fazer, etc... e pedi para me responder... fiquei só na vontade, não tive mais nenhum contato com eles.

Estive na agência recentemente para conversar sobre a espera por contatos, pois achei que estava demorando um pouco, perguntei qual a influência da crise sobre o processo também. A informação que me passaram foi que antes da crise muitas famílias estavam se cadastrando no programa, o que estava colocando as au pairs mais rapidamente, que isso não era normal, já que o prazo geralmente gira em torno de uns 3 meses a contar da primeira data disponível para embarque. O que mudou com a crise é que novas famílias não estão se cadastrando, visto que elas gastam muito para que isso aconteça, e as famílias já cadastradas não gastam para se manter no programa e geralmente já têm au pairs, então temos que aguardar terminar os contratos para sermos chamadas.

Outra dica que me passaram é, para quem tiver tempo disponível buscar fazer o maior número de horas possível com crianças e repassar para a agência conforme for acrescentado, isso valoriza muito o application. Outra coisa legal que está disponível apenas para as brasileiras é que o au pair in america disponibiliza um espaço para postarmos um vídeo de 1 minuto sobre nós, nossa família, crianças, etc.... consulte mais sobre na parte de links úteis.

Anote também um site onde VOCÊ PODE ENCONTRAR FAMÍLIAS. Isso mesmo, faça seu cadastro e aproveite essa facilidade.

www.greataupair.com

Espero poder ajudar. até mais

3 comentários:

Cilene Ferreira disse...

Muito bom o tópico. Afinal, acho que todas estamos no mesmo barco. Aguardando os contatos que não chegam. Enviei um email para a minha agência perguntando sobre a questão dos prazos. Toda a minha documentação tem como limite para embarque o mês de março e acredito que até lá não vai rolar, pois já está em cima. Quero saber como será e se irá mudar alguma coisa. Acredito que as que estão na mesma situação terão de refazer a consulta médica, que tem validade de seis meses para a agência. Assim que tiver o retorno comento aqui. bjs

Renata Lourenço disse...

Olá Cilene, realmente creio que todas estejma preocupadas com isso, ficamos um pouco "presas" com essa situação, muitas vezes preocupadas até com empregos e etc... Caso você não consiga embarcar até março poderá extender o seu prazo, porém terá sim que refazer os exames médicos.

Cabe lembrar que nem todas as famílias cadastradas no site são cadastradas no Au Pain in America, visto que algumas meninas procuram fazer o serviço por elas mesmas. Então, caso haja interesse por alguma família é preciso comunica-los que vocÊ é agenciada e se eles realmente quiserem precisam entrar no programa ok?!

Aguardo novidades. bj

Anônimo disse...

Oi, Renata! Moro nos EUA (não como au pair) e é absolutamente verdade que a crise financeira afetou o "mercado de au pairs". Nao é costume aqui nos EUA a classe media e media-alta contratar nannies, daí usarem serviços de au pairs, que sao otimos e ajudam todo mundo (as familias e au pairs como voces). No entanto, com essa crise muita gente esta ficando desempregada. A crise expos os gastos desproporcionais dessa classe mais alta e muitos estao perdendo casas e carros pros bancos porque nao tem grana para pagar leasing, financiamentos. Aconteceu com amigos do meu marido, por exemplo. Descobri seu blog pela minha prima que esta tentando vir como au pair e tambem nao tem encontrado familias. Mas uma vizinha minha recentemente contratou uma au pair do Chile e acho que esta tudo indo super bem. Seu blog é muito util para meninas que estao no mesmo processo e espero que voces logo, logo encontrem uma boa familia para recebe-las. Mesmo com essa crise ainda tem familias aqui que permanecem com a vida financeira sadia e muito dispostas a contratar pessoas como voces com essa disposicao toda. Abraco e boa sorte!